Todos nós queremos ter razão

Todos nós queremos estar certos.

Quem gosta de estar sempre errado?

Ninguém erra intencionalmente. E mesmo quem “erra” intencionalmente, em determinadas circunstâncias, pensa que ao tomar essa atitude, está fazendo a coisa “certa”.

Embora sempre queiramos acertar, nós só sabemos se acertamos ou erramos, depois de feito.

Não é posível garantir o resultado antecipadamente.

Só podemos aumentar as chances. Mas, garantir, não.

Lembro-me da primeira vez que viajei ao Japão, depois de adulto (já faz  muito tempo…).  Muitas coisas me chamaram atenção e uma delas foi a previsão do tempo.
Na época, eu estava acostumado com nossa  previsão do tempo que dizia “hoje vai fazer sol de manhã e chuvisco à tarde”, “amanhã vai amanhecer nublado, mas à tarde haverá sol e vento forte…”.
Eram afirmações categóricas.
E a surpresa e curiosidade minha foi ouvir a previsão do tempo nas tvs, usando expressões como esta: “Na região X, há 90% de probabilidade de chuva no período de 8 às 12h”. Sempre havia referência à probabilidade. Não havia mais afirmações categóricas do tipo “vai fazer sol”, “vai chover”, etc.

E o que significa “90% de probabilidade de chuva” na prática?
Significa que há grande chance de chover. Mas também pode não chover, embora com pequena chance. Ou seja: pode chover mas também pode não chover.

Significa que, com base no que se conhece em meteorologia e se a natureza se comportar de acordo com o que se conhece (e isso nem sempre acontece), há muita chance de chover. Mas, ainda assim, existe a possibilidade de não chover, porque no passado houve ocasiões, embora poucas, em que não choveu quando a chuva era esperada…

Isso se aplica a tudo na vida. Não só para previsão do tempo.  O mundo funciona assim.

Mas algumas pessoas ainda não perceberam isso.

Algumas esperam ter certeza de 100% para agir. Como isso ainda não existe na prática, ficam paralisadas, sem conseguir agir.

Outras, ficam frustradas ao ver resultado diferente do que esperava: “eu fiz tudo certo mas…”

Um abraço

Mizuji

2 respostas para Todos nós queremos ter razão

  1. Elza Conte disse:

    Caro Professor Mizuji

    As vezes eu fico pensando se você advinha meus pensamentos ou se sou eu que capto os seus….

    Hoje pela manhã estava pensando sobre perder, assistindo a nossa representante nas olímpiadas, que faz saltos com a vara. Ela não havia achado o seu material de trabalho, e estava muito nervosa, inquieta…. Nossa como faltou uma EFT para ela naquele momento…..

    Pensei, nossa que tema maravilhoso, que o Mizuji poderia desenvolver… A possibilidade de perder…. De cara esta possibilidade é 50%….

    Com todo o espetáculo que a Fabiana Murer e seu técnico deram o seu foco ficou na perda… Seu eu fizesse uma eft para ela, eu diria em algum momento que aquele episódio, era apenas um desafio a mais… Para quem compete apenas é um estímulo….

    Elza Conte

  2. Nanci disse:

    Querido prof.Mizuji,seu blog está 100% esclarecedor,dinamico,envolvente,e muito temos que agradece-lo.abraços Nanci

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: